×

    Aviso

    JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 853

    Segunda, 16 Outubro 2017 14:08

    Casal de Roraima dá dicas sobre Caminho de Santiago de Compostela

    Escrito por
    Avalie este item
    (0 votos)
    Casal de Roraima dá dicas sobre Caminho de Santiago de Compostela Arquivo pessoal

    Sinaida Rodrigues e Franco Soares contam sobre a viagem e dão informações importantes para quem desejar fazer a caminhada

    Se você tem bom preparo físico, é ligado em espiritualidade e quer curtir novas amizades e cenários de tirar o fôlego, reúne as condições ideais para percorrer o Caminho de Santiago de Compostela. O trajeto, feito por milhares de pessoas anualmente, ganhou impulso a partir de 1987, quando o escritor brasileiro Paulo Coelho publicou o livro O Diário de um Mago, hoje traduzido para 21 idiomas. Se sua forma física é precária, vá de carro mesmo. O importante é acreditar na capacidade realizar o sonho.

    Cada um tem o seu motivo para ir a Santiago. Ou motivos. De Roraima, Franco Soares e Sinaida Rodrigues decidiram se dar a viagem como presente de Bodas de Prata, completadas este ano. Documentário assistido por Franco foi o gatilho para a ideia tomar corpo.

    Em 2015, durante as promoções da black Friday, Franco encontrou oferta imperdível de bilhetes aéreos para Portugal, com viagem em abril de 2016. Nem pensou duas vezes: comprou. A partir daí, era caminho sem volta; sem trocadilho.

     

    Catedral de Santiago de Compostela – Capital da Galiza – Espanha – Construída entre 1075 e 1128, na época das Cruzadas (arquivo pessoal)

    Planejamento

    O trajeto pela França tem quase 800 quilômetros de extensão. Exigiria muitos dias na Europa. Eles escolheram sair pela cidade do Porto, em Portugal, com 260 quilômetros. Você decide qual o ritmo imprimirá. Se tem muito tempo, pode fazer trechos curtos a cada dia. Eles fizeram em 10 dias. Sinaida planejou cada detalhe da viagem utilizando informações obtidas na internet, livros, guia informativo. “Sem isso, a possibilidade de problemas é grande”, comenta ela.

    Só recebe a compostela (documento emitido pela Catedral da cidade), ao final da viagem, quem comprova a caminhada com os carimbos dados no passaporte de peregrino. Você pode consegui-lo em vários lugares. Eles pediram o passaporte pelo site da Associação dos Amigos do Caminho de Santiago no Brasil.

    Hotel em Santiago de Compostela - San Martin Pinario, mosteiro beneditino... Hoje, além do hotel, funciona o Seminário Maior e as faculdades de Teologia e

    Trabalho Social da Universidade de Santiago de Compostela e ainda, a sede do Instituto Teológico Compostelano e o Arquivo histórico Diocesano de Santiago. (arquivo pessoal)

    Fazer reservas é essencial. Há preços de hospedagem e alimentação para todos os bolsos, mas a procura exige roteiro traçado. As roupas devem ser poucas e leves, assim como a mochila. Sinaida indica a importância do calçado. Leve tênis normal de corrida. Se aparecerem bolhas ou calos nos pés, sandália cai bem. Ela usou vaselina antes de calçar os tênis. “Sou vaidosa, mas precisei ser despojada na maioria dos trechos”, lembra. A comida é deliciosa, farta e bem em conta, principalmente em Portugal. Há o menu do peregrino, por cinco euros, com pratos bem servidos. Tenha cuidado com o exagero nos excelentes vinhos da região. Lembre-se do compromisso de retomar a caminhada no dia seguinte.

    Amizade na estrada - Sinaida, Franco, Isa, Um peregrino tcheco e Jacopo (arquivo pessoal)

     

    Companhia

    Entrar em comunidades virtuais sobre o caminho abre novo mundo social a quem faz a viagem. O casal fez amizade com a tradutora carioca Isa, antes do embarque. Ela viajaria com o enteado italiano, o enólogo Jacopo. Combinaram o encontro no Porto e fizeram o trajeto juntos. “Eles foram excelente companhia”, relembra. Também fizeram muitos amigos nos locais de hospedagem, praças, estradas, enfim, o caminho, com cenários exuberantes, é experiência social fantástica.

    Criados no catolicismo e espíritas praticantes há alguns anos, Franco e Sinaida encantaram-se com os templos católicos do caminho. “São lindos e transmitem muita paz interior aos visitantes”, comenta ela. “A Catedral de Santiago emociona, fecha um ciclo inesquecível”, completa.

    Pádron (Município da província de Corunha, Galiza – Espanha – última cidade para chegar a Santiago de Compostela (arquivo pessoal)

     

     

     

    Lido 1076 vezes

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.