Sábado, 30 Dezembro 2023 23:51

    Roraimense é o novo desembargador do Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região

    Escrito por
    Avalie este item
    (0 votos)
    Roraimense é o novo desembargador do Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região Reprodução Instagram

    Na última terça-feira do ano, 26, em solenidade ocorrida  na sede do TRT - 10, em Brasília, o roraimense Gilberto Augusto Leitão Martins tomou posse administrativa na presença de colegas juízes e 
    desembargadores, servidores, familiares e amigos.

    Na solenidade, o desembargador Alexandre Nery de Oliveira, presidente do Tribunal, parabenizou o magistrado por sua honrosa trajetória profissional até ser nomeado desembargador pela Presidência da República. “Desejo que seja bem-vindo à Corte e que obtenha muito sucesso nesta nova etapa”, ressaltou.

    Em seu discurso, após prestar compromisso como desembargador, Gilberto agradeceu à Corte pela confiança depositada em sua indicação e pelas diversas manifestações de apoio dos colegas.
    “Este momento é o coroamento de trinta anos de magistratura. É uma emoção muito grande chegar até aqui e a expectativa agora é de construir um futuro de muito êxito e de uma justiça do trabalho mais forte ao lado dos meus colegas”, declarou o novo desembargador.

    APOIO DA CUT E DE SINDICATOS
    Ainda no dia 16, a Central Única dos Trabalhadores do Distrito Federal e suas entidades filiadas promoveram reunião plenária para debater o papel da Justiça do Trabalho, quando definiu-se o apoio da entidade e de sindicatos ao juiz Gilberto Augusto Leitão Martins, que concorreria à promoção, por merecimento, para vaga de desembargador federal do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª região, com jurisdição no Distrito Federal e no Estado do Tocantins.

    Para eles, Gilberto, magistrado de carreira, com 30 anos de atividade judicante em atuação na primeira instância, demonstrou ter as qualificações necessárias ao cargo, especialmente pelo longo período que atuou como juiz convocado do Tribunal, bem como por ter presidido a associação de classe dos magistrados do trabalho da Décima Região, AMATRA 10, e ter feito parte da diretoria da Associação Nacional de Magistrados, ANAMATRA.

    "Na atual conjuntura, onde observamos várias decisões judiciais retrógradas e conservadoras que prejudicam a defesa dos interesses das categorias profissionais e da classe trabalhadora, torna-se necessária a manifestação e posicionamento das nossas entidades sindicais buscando uma justiça do trabalho que desempenhe sua função social e, por meio da magistratura, atue com uma visão justa e crítica nesta correlação de forças tão desigual entre capital e trabalho", afirmou, na plenária, o secretário de Comunicação da CUT-DF e dirigente sindical bancário, Rodrigo Britto.

    E, assim, as entidades sindicais encaminharam suas cartas de apoio ao juiz Gilberto Augusto Leitão Martins para os setores responsáveis do Executivo Federal e ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que decidiu pelo roraimense.

    QUEM É ELE
    Gilberto é o primeiro dos três filhos do casal Júlio Augusto Magalhães Martins e Maria Leitão Martins. Leda, antropóloga, e Lana, também juíza, são suas irmãs.
    Júlio Martins, comerciante, sempre esteve envolvido com política: foi prefeito de Boa Vista, deputado federal e, algumas vezes, assumiu o posto de governador do então território federal, quando exercia cargo de secretário geral. Gilberto é neto de Antônio Augusto Martins, primeiro deputado federal eleito por Roraima

    O amazonense Antônio Augusto Martins, comerciário, pai de Júlio e avô de Gilberto, fundou a Associação Comercial e Industrial de Roraima, em 7 de setembro de 1944, sendo, no ano seguinte, nomeado prefeito da capital, Boa Vista, pelo governador Ene Garcez dos Reis. Em 1947, Antônio elegeu-se deputado federal. Sendo o primeiro representante desta unidade da Federação no Distrito Federal, em sua homenagem, o prédio da Assembleia Legislativa de Roraima foi batizado Palácio Antônio Augusto Martins, em 1990.

    Lido 462 vezes
    Aroldo Pinheiro

    Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Itens relacionados (por tag)

    © 2022 Criado e mantido por www.departamentodemarketing;com.br

    Please publish modules in offcanvas position.