Domingo, 23 Dezembro 2018 03:10

    Dingo bel, acabou o papel

    Escrito por
    Avalie este item
    (1 Voto)
    Dingo bel, acabou o papel Aroldo Pinheiro

    A situação em que Suely Campos deixou o Estado de Roraima é bem pior do que se podia imaginar. Sem informações confiáveis, interventores se surpreendem com o rombo à proporção que avançam nos números.

    Na quinta-feira, 20, depois de reunir-se com os poderes Legislativo e Judiciário, o interventor federal e governador eleito, Antônio Denárium, em entrevista exclusiva para o Roraima Agora, desabafou: “Houve muito descaso e irresponsabilidade com a coisa pública. Pensávamos que a dívida do Estado chegasse a R$ 3 bilhões – que já é muito -, mas ultrapassa os R$ 6 bilhões”

    E continua: “Hoje, se confrontarmos toda a arrecadação com despesas fixas, não sobra nada para custeio. Para se ter uma ideia, não sobra dinheiro sequer para comprar papel higiênico. Do jeito que está, temos que fazer cortes, muitos cortes para conseguirmos R$ 40 milhões por mês; doutra maneira, não conseguiremos fazer a máquina funcionar. Não poderemos pagar servidores”. Arremata desolado: “Investimentos, nem pensar”.

    DEVOLUÇÃO DE VEÍCULOS

    Antônio Denárium diz que havia abusos em todas as secretarias. “Pra você ter uma ideia, ontem, devolvi 14 picapes alugadas. Pra que isso se o Estado está quebrado? Não quero dar uma de bonzinho, mas, para trabalhar, estou usando meu próprio veículo”, diz.

    O interventor afirma que a reunião com o Legislativo e o Judiciário foi proveitosa. “Mostrei-lhes os números e convenci-os de que, sem cortes profundos em cada um dos poderes, o Estado não sobrevive. Eles se mostraram sensíveis à situação e dispostos a fazer a parte deles”.

    Ao fim da entrevista, com um sorriso amarelo na face, Denárium desabafa: “Tem horas em que eu penso ‘não sei onde eu fui amarrar meus cachorros’”. Em seguida, confiante, arremata: “Mas gosto de desafios e nossa equipe vai arrumar a casa. Precisaremos de algum tempo, mas vamos arrumar”, encerra.

    Lido 403 vezes
    Aroldo Pinheiro

    Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.