Sexta, 09 Março 2018 04:10

    Cão visita paciente no Hospital Geral de Roraima

    Escrito por
    Avalie este item
    (0 votos)
    Cão visita paciente no Hospital Geral de Roraima Reprodução Facebook

    Para combater quadro depressivo, equipe Multi-T resolveu interceder e oferecer algo que pudesse melhorar condições de paciente

    Márcio Pereira, 52, que sofre de esclerose múltipla amiotrófica e está internado no Hospital Geral de Roraima há três meses, chorou de felicidade ao receber a visita de Barney, seu cachorro de estimação.

    A doença de Márcio é degenerativa e, hoje, ele só se comunica por meio de piscadas com os olhos.

    Levar Barney até seu dono ocorreu porque Márcio conseguiu fazer entender que queria ver seu animal de estimação. “Um dia, nós percebemos que ele perguntava sobre alguém; a gente pronunciava vários nomes e ele indicava que não. Lembrei-me então do Barney e Márcio confirmou”, disse Francisca Silva, esposa do paciente.

    Para confirmar, a filha de Márcio filmou o cachorro e mostrou-lhe a peça no celular. O pedreiro chorou ao assistir o vídeo. Daí a equipe multidisciplinar do hospital, batizada Multi-T, planejou e o reencontro se deu no jardim do HGR.

    Márcio chorou de alegria ao ver Barney e sentir a satisfação que o cachorro externava.

    Parte da equipe festeja a alegria externada por Márcio e Barney (Foto: Reprodução WhatsApp) 

    Equipe Multi-T

    Implantada pelo médico Patrick Araújo, a equipe Multi-T, formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogo, nutricionista, fonoaudiólogo e assistente social, foi criada para proporcionar atendimentos diferenciados aos pacientes.

    Antes de autorizar a visita de Barney, foram analisadas todas as questões relacionadas à saúde do animal e condições do hospital.

    O médico Patrick Araújo acompanha a rotina de Márcio. O paciente tem quadro clínico estável, sem infecção, pressão arterial normal, sem febre e sem necessidade de antibióticos. Ele, no entanto, depende do ventilador mecânico para respirar e, assim, não pode deixar o hospital. Isso gerou início de depressão. “O Márcio ouve e entende tudo, porém não se move, não interage. Com o quadro depressivo, decidimos fazer alguma coisa por ele, o que resultou na vinda do animal", disse Araújo.

    Patrick Araújo, diretor de Trauma do Pronto Socorro Francisco Elesbão - HGR (Foto: Reprodução Facebook)

    "Esse contato foi muito bom, ele ficou muito feliz. Existem estudos que mostram que tratamento com pets ajudam na autoestima e desenvolvimento do paciente, principalmente o neurológico. Vou sentar com a equipe Multi-T para vermos novas possibilidades e estudarmos um tratamento alternativo, mais humanizado",  avaliou  Patrick.

    Com o sucesso obtido no caso de Márcio, doutor Patrick Araújo tem outros planos envolvendo a equipe Multi-T. “Tenho amigos que são músicos e já estamos planejando trazê-los, pelo menos uma vez por mês para animar o ambiente no HGR”, encerra Patrick.

     

    Lido 1182 vezes
    Aroldo Pinheiro

    Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.