Quinta, 17 Setembro 2020 22:56

    Alea jacta est

    Escrito por
    Avalie este item
    (0 votos)
    Alea jacta est ROLL_THE_DICE

    Rui Figueiredo, jornalista, profundo conhecedor da política roraimense, analisa, para leitores do Roraima Agora, os candidatos à Prefeitura de Boa Vista

    Boa Vista vai ter em 2020 a campanha eleitoral com maior número de candidatos a prefeito desde a primeira eleição, de Sílvio Leite (MDB), em 1985. Dez candidatos disputam os votos de 220 mil eleitores.

    Entre 1890 e 1984, antes da redemocratização, Boa Vista teve 61 prefeitos nomeados. O primeiro foi João Capistrano da Silva Motta, do Partido Moderador, e o último Almir Queirós (MDB).

    Este ano, a eleição é atípica, em função da pandemia do novo coronavírus, com o primeiro turno adiado de 4 de outubro para 15 de novembro.

    As convenções de escolha de candidatos terminaram nessa terça-feira, 16, nenhuma candidatura foi homologada ainda, mas os candidatos já começaram a campanha.

    Os candidatos começaram a campanha por mídias digitais e no contato direto. O cálculo é de que entre 35% e 40% dos eleitores sejam conquistados nas redes sociais.

    Dois grupos políticos se rivalizam na disputa pela prefeitura da capital, que tem 70% dos votos de Roraima, de olho nas eleições estaduais de 2022.

    A prefeita Teresa Surita tenta eleger Artur Henrique, hoje seu vice, também do MDB, mas tem como desafio torná-lo mais conhecido do eleitor.

    Teresa pretende concorrer ao governo em 2022, tem uma administração bem avaliada e vê na prefeitura um espaço fundamental para a sua eleição.

    O concorrente direto de Artur Henrique, ao que parece, seria Ottaci Nascimento, do Solidariedade, aliado do presidente da Assembleia Legislativa, Jálser Renier.

    Ottaci é deputado federal de primeiro mandato e foi vice-prefeito de Alto Alegre. Conseguiu formar uma grande aliança, com quase uma dezena de partidos.

    Jálser, o padrinho político, diz não ter a intenção de disputar o governo, mas quer chegar às eleições de 2022 com a liderança consolidada e influindo na escolha do candidato.

    Shéridan de Oliveira, do PSDB, busca recuperar a performance nas urnas depois de ter sido a segunda deputada mais votada do país e ter a votação reduzida, na reeleição de 2018.

    Shéridan é ex-esposa do governador José de Anchieta, já falecido, e vai para a disputa como aliada ao ex-adversário senador Mecias de Jesus, do Republicanos.

    Mecias, que hoje apoia o governador Antônio Denárium, pretende disputar o governo em 2022 e para isso precisa do suporte da prefeitura de Boa Vista.

    Linoberg Almeida, do Rede Sustentabilidade, é vereador de Boa Vista e cresceu depois de ser ameaçado com processo de cassação pela prefeita Teresa Surita.

    Professor da Universidade Federal de Roraima, doutor em Relações Internacionais e Políticas Públicas Regionais, é visto como um dos vereadores mais atuantes.

    Lino, como é tratado, não tem grupo político por trás nem dinheiro para investir na difusão da sua imagem, mas aposta na consciência do eleitor para ser eleito.

    O candidato do PSL, Antônio Nicoletti, é o único que se assume como conservador. É deputado federal e foi eleito empunhando a bandeira de Jair Bolsonaro.

    Amigo pessoal de Eduardo Bolsonaro, o filho do presidente que o apoiou, rompeu com o bolsonarismo no ano passado, quando o presidente deixou o partido.

    Mesmo sem apoio de Brasília, Nicoletti, policial rodoviário federal, acredita ter a simpatia do  eleitorado que não quer um político tradicional e que pensa como ele.

    A candidata do Progressistas, Gerlane Baccarin, foi secretária de Administração do Governo do Estado, é servidora do Tribunal de Contas e teve cargo no segundo escalão do governo Michel Temer.

    Gerlane é bem avaliada como técnica e conta com a dedicação do marido, o deputado federal Hiran Gonçalves. desde que decidiu ser candidata, ela ocupa as redes sociais e pede apoio de casa em casa.

    O candidato do PSOL, Fábio Almeida, já foi presidente regional do PC do B e esteve no PT. É servidor público, jornalista e ativista político.

    Fábio é o único dos candidatos que tem participação ativa nos movimentos sociais. É um candidato propositivo e foi o único a apresentar um programa de governo.

    O Partido Liberal entra na campanha com o ex-deputado federal Luciano Castro, ex-secretário do Ministério dos Transportes, onde sempre foi influente.

    Empresário da área de comunicação, Luciano já teve maior participação na cena política regional. Perdeu espaço depois de derrotado na disputa ao Senado, em 2018.

    O Podemos fez convenção virtual para indicar Isamar Ramalho,o Pastor Isamar, à prefeitura de Boa Vista.

    Isamar comanda a igreja Assembleia de Deus em Roraima, é pecuarista e dono de imóveis urbanos e Boa Vista e no Amajari (Tepequém).

    Shaolyn Gomes, do PMN, é o menos conhecido dos candidatos e nasceu das redes sociais, o principal meio de comunicação que utiliza para falar com o eleitor.

    Deu chabu

    Na campanha deste ano, cinco candidatos desistiram da disputa: Abel Galinha (DEM), Zé Haroldo (PSD), Rudson Leite (PV), Marcos Jorge (Republicanos) e Mozarildo Cavalcanti (PTB), que se viu obrigado a desistir depois que o presidente regional do partido fechou apoio a Ottaci Nascimento.

    *Se você não sabe o significado da frase acima, em latim, procure no Google. Roraima Agora também é cultura

    ­

    Lido 176 vezes
    Redação

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Itens relacionados (por tag)

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.