Terça, 26 Setembro 2017 19:20

    100kg de coca no rio Branco

    Escrito por
    Avalie este item
    (0 votos)
    100kg de coca no rio Branco Foto: Reprodução Facebook

    Em monomotor acidentado no sul do Estado, mergulhadores localizaram o corpo do piloto e cocaína

    No dia 18, segunda-feira, policiais militares, com ajuda de mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, localizaram destroços do monomotor, prefixo PT-JPW, registrado em nome da empresa paraense Brabo Táxi Aéreo. Na aeronave, ainda preso ao cinto de segurança, estava o corpo do piloto, e, detrás dos assentos, foram localizados e apreendidos pacotes com 100kg de cocaína. O acidente teria ocorrido no sábado, 16.

    No domingo, 17, denúncia anônima feita ao número 190 da Polícia Militar de Roraima dava conta que um avião carregado com cocaína teria caído na região da Aliança, no baixo rio Branco, município de Caracaraí. O denunciante teria acrescentado que um homem sobreviveu à queda do monomotor e que, depois de resgatado por pescador, teria se dirigido à sede do município. Interrogatórios e buscas se iniciaram ainda no dia domingo.

    Na segunda-feira, 18, bombeiros mergulhadores localizaram destroços da aeronave a quatro metros de fundura no baixo rio Branco, onde a visibilidade subaquática é de menos de 30cm.

    Ao retirar a porta do monomotor, mergulhadores deram com o corpo do piloto, já em estado de putrefação, ainda preso ao cinto de segurança. Logo atrás dos assentos, foram localizados pacotes contendo 100kg de cocaína.

    Aparelho GPS e outros itens que podem ajudar na investigação também foram coletados do Cessna 206. Corpo e materiais apreendido foram entregues a autoridades da Polícia Civil.

    Corpo do piloto, depois que foi solto do cinto de segurança (Foto: Reprodução Facebook)

    Piloto e ficha criminal

    O piloto que morreu no acidente foi identificado com José Donizete do Amaral, 48 anos. Profissional experiente, ele já teria sido preso por envolvimento com exploração ilegal de garimpo. 

    Segundo registros da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o Cessna 206 está registrado em nome da Bravo Taxi Aéreo. Funcionários da empresa teriam dito que a aeronave foi vendida há cerda de um mês e que a transferência de documentos estaria transitando em repartições pertinentes.

    (Foto: Reprodução Facebook)

    Lido 687 vezes
    Redação

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    Jornal
    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.