A garantia

    Médico à antiga, desses que procuram conhecer os pacientes a fundo. Com ele, uma consulta não leva menos de quarenta minutos. Psiquiatra conceituado e atencioso tenta viajar pela alma dos seus pacientes. Toda a sua vida acadêmica foi financiada com árduo trabalho como rádio-técnico em oficina de terceira categoria. Aliás, eletrônica sempre foi sua paixão.

    Era fim de tarde de sexta–feira quando doutor Jack Areh entrou numa mercearia e deu de cara com João Caporal que, há algum tempo, em crise maníaco depressiva, tinha feito uso dos serviços do psiquiatra. Durante conversa informal, o médico notou que a acompanhante do antigo paciente tinha o olhar perdido no espaço e agia como um robô.

    - Quem é esta senhora que está com você? – Perguntou. Ao saber que era dona Ambrozina, mãe de Caporal, ficou deveras preocupado e assuntou: "Sua mãe não está bem. Vejo que ela está apática, perdida, Algo estranho acontece com ela".

    - Ah, doutor, mãeinha tem me preocupado muito. Nossa vida não tem sido fácil. Derna o início do ano ela vem levando tanta porrada que azuretou. – Caporal enxugou lágrimas, assoou o nariz e continuou: "Em fevereiro, painho teve um enfarte e bateu a caçuleta; no início de março, Edilzanete, minha irmã mais nova, apagou na mesa de parto; o menino dela, Desmoillysson Jerry, morreu de caganeira três meses depois: os pessoal dizem que foi infecção hospitalar. De lá pra cá, mãeinha ficou assim, meio alesada. Ela fala pouco, se esquece de tudo, não sorri. Ela tá só sendo levada pela vida...

    Doutor Jack Areh dirigiu-se à mãe de Caporal e, depois de fazer-lhe perguntas e considerações sacou o receituário, escreveu algo naquela caligrafia que nem médicos conseguem ler, entregou o papel ao antigo paciente, repousou a mão no ombro dele e, usando o linguajar dos técnicos em eletrônica, sentenciou:


    - Olha, Caporal, nós vamos curar sua mãe. Ela vai tomar estes medicamentos aqui da receita e eu garanto que em uma semana o comportamento da velhinha vai mudar. Eu dou garantia: se ela não sarar nesse espaço de tempo, pode trazê-la de volta que o defeito pode ser nouto circuito, mas nós vamos fuçar até descobrir. Garanto-lhe que a velhinha vai ficar tinindo. 

    Os meninos da cobra (ou a cobra dos meninos)

    Colunistas

    Literatura psicodélica - Hudson Romério
    0 post
    Literatura psicodélica - Hudson Romério ainda não definiu sua briografia
    Consulte seu advogado - Alcides Lima
    0 post
    Consulte seu advogado - Alcides Lima ainda não definiu sua briografia
    Querido diário - Diva Gina Peralta
    2 posts
    Querido diário - Diva Gina Peralta ainda não definiu sua briografia
    Fernando Quintella
    0 post
    Fernando Quintella ainda não definiu sua briografia
    Menina de rua
    9 posts
    Biografia
    Érico Veríssimo
    15 posts
    Em construção
    Tia Lyka
    59 posts
    Tya Lika
    Ulisses Moroni
    23 posts
    Ulisses Moroni Júnior é promotor de justiça no ...
    Aroldo Pinheiro
    72 posts
    Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jorn...
    Jaider Esbell
    5 posts
    Jaider Esbell veio da terra indígena Raposa Ser...
    Plinio Vicente
    36 posts
    Nascido há 71 anos em Nova Europa, re...
    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.