Domingo, 01 Setembro 2019 21:22

    Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer

    Escrito por
    Avalie este item
    (3 votos)
    Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer Arquivo pessoal

    Conceição pediu aos filhos: "Quando eu morrer, quero ser enterrada com a bandeira do Flamengo".

    É. Parece que Jesus tornou-se a salvação do Flamengo. Nada a ver com o filho de Deus. Idolatrado por jogadores e amado pela torcida, Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, ex-futebolista português, atual técnico do Mais Querido está em alta. Depois do empate com o Internacional de Porto Alegre, que levou à classificação para a semifinal da Copa Libertadores, que disputará com o Grêmio, também do Rio Grande do Sul, e da vitória de 3 a 1, contra o Palmeiras no Campeonato Brasileiro, a urubuzada vive em clima de festa.

    Engana-se quem pensa que essa paixão pelo futebol é coisa de macho. Mulheres, quando apaixonadas por um time são capazes de fazer loucuras para homenagear sua equipe e mantê-la em destaque aonde quer que elas vão.

    Vivendo em Roraima desde 1996, Conceição de Maria Vieira Lopes diz-se flamenguista desde que se entende por gente. Além de fazer questão de assistir a jogos e torcer pelos urubus da Gávea, a piauiense mantém em sua casa uma imensa coleção de artigos relacionados com o time. Roupas de cama, toalhas de banho, toalhas de mesa, copos, canecos, pratos, xícaras, chapéus, além de muitas camisas e camisetas com as cores e logomarca do Rubro-negro fazem parte do acervo.

    Ao chegar na Secretaria de Administração (Segad), onde trabalha, pelas feições de Ceiça, é fácil saber como o Flamengo se saiu na mais recente partida disputada.  

    Entre uma vitória aqui, um derrota acolá e um empate para contrabalançar, Conceição, por trás de grossas lentes nos óculos e sorriso franco nos lábios brada o grito de guerra: “Sou Flamengo até morrer”.

    Lido 322 vezes Última modificação em Domingo, 01 Setembro 2019 21:34
    Aroldo Pinheiro

    Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Itens relacionados (por tag)

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper

    Please publish modules in offcanvas position.