Mandados de busca e apreensão são cumpridos em Roraima e no Amazonas

No dia 28 de junho, a Polícia Federal deflagrou a operação Gárgulas que pretende investigar desvio de R$ 3,5 milhões na Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) de Roraima.

Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão em Boa Vista e Manaus. A operação objetiva desbaratar uma quadrilha que tem desviado recursos públicos federais, além da prática de fraudes em licitações e lavagem de dinheiro.

Servidores públicos e empresários, interrogados e indiciados pela Polícia Federal, podem receber penas superiores a 20 anos de prisão pelos crimes cometidos.

Entre outras práticas ilegais, provas levam a pagamentos irregulares, superfaturamento, montagem de propostas fraudulentas a certames licitatórios e relação de parentesco entre envolvidos.

No ano passado, relatório de Comissão Parlamentar de Inquérito concluiu que a governadora Suely Campos cometia crime de responsabilidade. 

Gárgulas, o nome da operação, é inspirado em imagens de pássaros monstruosos esculpidos no alto de construções góticas. Dizia-se que essas figuras espantavam maus espíritos.

 

 

Top