Suely foge de “psiu”

13 Setembro 2018
(0 votos)
K2_ITEM_AUTHOR 
Ednaldo Morais/Roraima em Tempo

Com salários atrasados há mais de 70 dias, servidores da CERR assediam Suely

Ontem, quarta-feira, 12, quando se dirigia a estação de TV para conceder entrevista, a governadora Suely Campos (PP), foi surpreendida por dezenas de servidores da Companhia Energética de Roraima (CERR) que estão sem receber salários há mais de 70 dias, e que procuravam saber quando o Governo do Estado vai pagar o que lhes é devido.

Cercada por auxiliares, Suely não deu a mínima para os manifestantes. Mais: pediu proteção da PM e saiu do local cercada por policiais.

Antes de a governadora sumir, manifestante ainda teve chance de gritar para que ela ouvisse: “È assim que você quer se eleger?”

Em rodas de bate-papo, bem humorados, roraimenses dizem que, ao ouvir um “psiu”, Suely se apavora com medo de ser mais um cobrador.

Melou a festa

E parece que a governadora enfrenta seu inferno astral.  Ainda na manhã de quarta-feira, em solenidade de inauguração da galeria “Médicos Pioneiros de Roraima”, em corredor do HGR, uma senhora que acompanha parente seu internado naquele hospital, tomou a fala, mostrou deficiências da Saúde no Estado e pediu providências a Frederico Linhares, que representava a chefe do Executivo.

Antes que a reclamante fosse retirada do local, uma mulher, entre convidados, registrou: “Nesse hospital falta até esparadrapo”.

52 K2_VIEWS
Aroldo Pinheiro

Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Top