Faça a sua parte

09 Agosto 2018
(0 votos)
K2_ITEM_AUTHOR 

Todo cidadão brasileiro tem obrigação de se empenhar no combate à poliomielite e ao sarampo 

Há 33 anos, o mundo vivia a tragédia de milhares de crianças afetadas pela poliomielite. Naquele 1985, a estatística apontava estratosféricos 350 mil casos anuais da doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU), convidou o Rotary International para contribuir com mão de obra e recursos financeiros com o objetivo de erradicar a moléstia até o ano de 2005.

Hoje, a meta está muito próxima de ser alcançada. Os rotarianos do mundo inteiro já doaram mais de um bilhão de dólares, além do trabalho de planejamento e execução dentro do Programa PólioPlus. O efeito desse binômio trabalho/dinheiro pode ser notado na estatística de 2017, fechada com apenas 22 casos no planeta.

Falta pouco, muito pouco, para erradicarmos a poliomielite. No entanto, enquanto houver casos registrados, precisamos vacinar todas as crianças na faixa etária de 1 a 5 anos. Se abaixarmos a guarda, o vírus volta e aumentará a quantidade de infectados em proporções assustadoras, preveem estudiosos no assunto.

Vacinar as crianças, portanto, é a única alternativa para evitarmos a poliomielite. A campanha de vacinação se estende de 6 a 31 de agosto. Teremos o sábado, 18, como o Dia D. Este ano, também haverá vacinação contra o sarampo, devido a centenas de casos registrados em vários pontos do país.  Faça a sua parte. O mundo agradece.

 

Fernando Quintella

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Top