Aroldo Pinheiro

Aroldo Pinheiro

Aroldo Pinheiro,  roraimense, comerciante, jornalista formado pela Universidade Federal de Roraima. Três livros publicados: "30 CONTOS DIVERSOS - Causos de nossa gente" (2003), "A MOSCA - Romance de vida e de morte" (2004) e "20 CONTOS INVERSOS E DOIS DEDOS DE PROSA - Causos de nossa gente".

Jornalista, esquerdista braba, simpática quando quer; quem é?
a) Daniela Assunção
b) Eliane Rocha
c) Soninha Nunes
d) Márcia Seixas
e) Calina Bispo

Resposta do Curiosidade anterior: a) Getúlio Cruz

 

Político, empresário do ramo de comunicações; quem é?
a) Getúlio Cruz
b) Robério Araújo
c) Luciano Castro
d) Duda Ramos
e) Romero Jucá

Resposta do Curiosidade anterior: d) Janjão da Costa Deus Duarte

Ele foi coroinha, mas, graças a Deus, não deu pra padre. Empresário, comunicador nato, cozinheiro de mão cheia, muito querido; quem é?
a) Sander Salomão
b) Naguibe Fraxe
c) Erasmo Sabino
d) Janjão da Costa Deus Duarte
e) Junior Carolino

Resposta do Curiosidade anterior: b) Erasmo Sabino

Beleza é fundamental, mas, se vier com fuleragem, o pau come

Dos anos 1960 para cá, depois que o médico estadunidense Kenneth Cooper comprovou cientificamente que exercícios físicos rendem melhor qualidade de vida e longevidade, homens e mulheres de todo o mundo se tornaram, paulatinamente, adeptos de práticas esportivas. A adesão a simples corridas com duração de 12 minutos evoluiu e deu a largada para a proliferação de academias e centros esportivos, atividades que, hoje, movimentam bilhões de dólares em todo o Planeta.

Mulheres, aos poucos, deixaram de lado o binômio tanque-cozinha para, em busca de forma física ideal e, claro, beleza, lotar academias e se entregarem à malhação, seja por meio de aparelhos, passos aeróbicos, ou qualquer outra modalidade esportiva. O importante é não ficarem paradas.

Boa Vista não ficou fora dessa tendência. Em qualquer um dos bairros da capital roraimense é fácil localizar academias, sejam de ginástica, de dança, de movimentação de pesos, ou de luta.

Ao lado do boxe, as artes marciais têm atraído o chamado sexo frágil (tratamento que elas aboninam) e, hoje, mulheres bonitas ou feias, gordinhas ou saradas se dedicam às mais diversas opções de defesa pessoal.   

Na rua Ataíde Teive, bairro Mecejana, a Carioca Academy é frequentada por cerca de 20 mulheres que, de segunda a sexta-feira, vêm praticar sopapos e chutes para deixar corpos em forma, de acordo com o figurino. Ali, das 19h às 20h, o movimento de belas é intenso.

Quatro momentos na Carioca Academy: (1) Mariana Poerschke, gaúcha, 21 anos, estudante e modelo, frequenta a Carioca Academy há três anos; objetivos: desestressar, manter a forma e defender-se de violência; (2) Roraimense, empresária, 23 anos, Anny Karolynny, com todos os enes e ipsilones, atendendo a convite de amiga, prepara-se para debutar sobre o tatame da Carioca Academy; (3) Enfermeira, Débora Lacerda, piauiense, 29 anos, usa o Muay Thai para queimar calorias, divertir-se e dar um couro em marmanjos que se metam a besta; (4) Estudante, Larissa Gomes, 22 anos, vai à academia em busca de atividade, lazer e, claro, manter o corpitcho em plena forma

 

Comment

Pernambucano supermusical faz verdadeiro show para quem gosta do que é bom

Em noites de sexta-feira, quem se aproxima do amplo restaurante ao ar livre, pertinho da ponte do Parque Anauá, pensa que Janjão, proprietário do local, pratica propaganda enganosa por ter anunciado música ao vivo até as 11h45. Apurando a vista, o visitante dá com showman soltando a voz e manipulando teclado controlador Midtech. Especialidade: músicas dos anos 1960, 1970, 1980 e 1990.

Na Cozinha do Janjão, enquanto o cliente sorve cervejas estupidamente geladas, drinques  de bom gosto e invenções gastronômicas do enorme, pesado e simpático dono-gerente-cheff do restaurante, seus ouvidos recebem afinados graves e agudos de Ricardo Casé, acompanhados por ágeis dedos no teclado e bem arrumados playbacks originais. É noite pra ninguém botar defeito.

Ricardo Casé não é simplesmente mais um cantor. Natural de Recife, o pernambucano é um verdadeiro showman.  O cara esbanja talento no show retro Clube do Flashback, em que faz do palco uma passarela paradesfile de grandes clássicos da música mundial. Um espetáculo montado e dirigido por ele mesmo.

Em performance surpreendente, como em passe de mágica, Ricardo Casé passeia por múltiplos estilos musicais. De John Lennon a Fagner, de Queen a Roupa Nova, o público entra em verdadeiro estado de êxtase. A voz ímpar e o estilo inconfundível fazem dele um artista respeitado por críticos e aplaudido em todos os espaços por onde tem passado.

O show de Ricardo Casé cabe em qualquer ambiente: seja encontro mais intimista de amigos, seja festa de grande porte. O espaço desse jornaleco seria pequeno para citar nomes de astros da música pop nacionais e internacionais que o pernambucano interpreta com maestria. Vale a pena conferir.

Para contratá-lo, faça contato pelos celulares 99165-7085 ou 99166-1198. #dado o recado

 

Comment

Nádia Lima e Larissa Oliveira aproveitam trégua dada pelas chuvas e retocam o bronze no Hotel Fazendo Castanhal

Comment

By Jr Carolino, doutora Ana Paula Vitti e modelo Tamyris Garcia, especial para o jornaleco

Comment

DK 80

Jurássicos? Que nada. Esses meninos estão fazendo rock de primeira. Paulo Sérgio, Clóvis, Fanderson e Wilson Leite estão arrasando com a Banda KD 80. Presença constante no Bar do Rock, eles dizem que topam qualquer parada. Taí: despedida de
solteiro (ou de casado), quinze anos, chá de panela, batizado, primeira comunhão, velório, entrem em contato com Maestro Franderson 99115-2401. Parcelamento em duas vezes: 50% no contrato; 50% antes de começar o show.

Comment

Lutador está a um passo de sagrar-se o melhor jiu-jiteiro de Roraima

Comment

Página 4 de 64
Top