Sexo tantra da tia Lyka

Olá, meus seguidores!

Hoje, vou direto ao ponto. Que nem exame de próstata: sem rodeios.

Tenho recebido muitas reclamações das casadas e pedidos de conselhos para melhorar o sexo com o parceiro, como fazer a perereca morder o croquete, passar 3 dias gozando (se eu usar essa ténica com meus clientes, vou perder dinheiro).

E eu pensando que o povo estava preocupado mesmo era com a crise, com a falta de banana-maçã na cidade. Nada. A mulherada quer aprender a praticar o sexo tântrico.

Pois bem. Anotem as dicas da titia aqui:

Você vai precisar de pelo menos 4 horas livres com o parceiro. Deixe os meninos com a avó - ou num abrigo infantil, dê Rivotril pro cachorro, desligue o telefone e puxe o fio da campainha. Prepare o ambiente: roupas de camas limpas, velas aromáticas (não aquelas de macumba), de preferência as que exalam feromônio – só procurar em sexy shop. Faça o check in de buceta (depilação, 3x10 séries de contrações dos músculos da pepeca).

O mais importante: avise ao bofemagia que a noite está reservada para os dois. Vai que o doido inventa de ir assistir ao jogo do Atlético no bar do Loureiro.

Mande mensagem pelo “zap-zap”: “a noite é uma criança e eu sou uma chu-pe-ta”, acompanhada da foto de sua boca sorvendo um din-din de coco (te vira pra comprar). Ele vai passar o resto do dia de pau duro. À noite, receba-o como se estivesse ganhando um desses sapatos brilhosos da moda.

Leve-o pro quarto e inicie a sessão. Primeira técnica: Olho no olho; depois, toque o peito dele, direcione-o a tocar o seu. Em seguida, comece a massagear, suavemente, a face, orelhas, mãos, pernas, bumbum. O prazer é explorar o corpo inteiro do parceiro e retardar o gozo ao máximo.

Agora, fofa, se o bofemagia tiver problema de ejaculação precoce, nem perde tempo. Dá uma chupadinha mea-boca e corre pra assistir ao Netflix.

Fui!

Dedo podre
Amigos também trepam
Top