Pica não tem ombro

Originalmente, a expressão "feito nas coxas" significa algo mal feito, algo meio disforme. Nasceu nos primeiros tempos do Brasil Colônia, quando escravos, homens e mulheres, moldavam em suas próprias coxas as telhas de barro que cobririam as casas dos senhores patrões. Como essas peças de cerâmica eram fabricadas por diversas pessoas, com as variadas compleições físicas e formas de membros inferiores, larguras e dimensões dos produtos finalizados variavam bastante, dando trabalho a quem fosse dar acabamento nos telhados.

A consulta de hoje, não tem nada a ver com arquitetura, mas com a gostosa sacanagem.

Vejam a carta da bioquímica Sandra Mellek.

Tia Lyka,

Tenho 23 anos, sou virgem e quero me casar virgem. Estou noiva e nosso casamento está marcado para dezembro. Meu noivo sabe que desejo me casar pura, com véu, vestido branco e flor de laranjeira. Nos últimos tempos, temos brincado muito e temos gozado com ele botando em minhas coxas. Pergunto: há perigo de engravidar assim?

Sandrinha,

Vocês estão caminhando em terreno perigoso. Há milhões de meninos que vieram ao mundo "feitos nas coxas". Nessa brincadeira, se a gala escorre para sua periquita em período fértil, a possibilidade de vir mais um menino gozado fora é grande. Conselho? Independentemente de qualquer coisa, faça seu noivo usar camisinha quando vocês partirem para a sacanagem. Lembre-se que pica não tem ombro e que, se entrar a cabecinha, o resto da cobra pode acompanhar.

Desejo que você siga em suas convicções e que aproveite bastante a noite de núpcias. Com uma ressalva: você não sabe o que está perdendo com esse adiamento de sexo pleno.

Fui!

Amor de pica bate e fica
Espelhos da humildade
Top