Dar o furico vicia

Olá, gente bonita!

Vocês nem notaram meu cabelinho encarnado, né? Pintei pra despistar umas quengas que andam querendo levar fama com meu nome. Qualquer hora, arranco essa verruga. Homens reclamam de cócegas na bunda.
Vamos falar de cu alheio?

Vejam o que a servidora pública (federal) Jocicléia Matias C. Picanço, 35 anos, quer saber:

Tia Lyka,
Há tempos, estou para lhe perguntar: dar o cu vicia?

Querida Jô Picanço,

Não sei. Experimenta: dá o teu e depois me conta.
Falando dos vera: não só vicia como arranca as pregas se não der direito.

O truque é ter sempre à mão um lubrificante à base de água. Cuspe é o mais barato. E eficaz. Antes da penetração, também é bom brincar de Chacrinha: “Roda, roda, roda a fita”. Lembra dos dedinhos das chacretes?

Eu tenho uma miga que adora dar o fiofó. Último namorado terminou porque não agentava mais traçar furico. Todo dia, enjoa. Nhã!
Roscofe, minha nega, é iguaria especial e só deve ser oferecido em ocasiões especiais: aniversário, Dia dos Namorados, Natal, Ano Novo. Tem mulher que se empolga tanto que se esquece que tem perereca.

Além do que, “esses pessoal” que gostam de dar a rodela sabem bem o trabalho que dá pra deixar a área da fossa limpa. Duchinha, limão, dieta de suco verde, Luftal e por aí vai. Comer feijoada? Nem pensar. Se você souber usar bem o rabicó, não vai faltar roupa nova e geladeira cheia em casa. É só saber a hora certa de oferecer pro boy magia. E se o gato estiver ciscando em terreiro alheio é só ameaçar que vai tirar a bundinha da cesta básica. Ele enlouquece.

Agora, se você está com medo de ficar viciada, me passa o endereço do bofe que eu empresto o meu de vez em quando.

Ui!

Visita inesperada
O corte
Top