Bulindo na rodela

Olá, pessoas do bem!

Eu sei que o tema já foi tratado aqui, mas, como as dúvidas persistem, vamos falar de novo no assunto, pois não quero meus leitores deixando de dar (e sentir) prazer por medo de uma linguada.

Vamos direto ao ponto. Todo mundo gosta, mas a maioria evita falar no assunto, pricipalmente os homens que morrem de medo de virar viado só porque curtiram uma linguada no rabo. Não é bem assim. Eu adoro beijos na bundinha e você?

Quem também parece gostar é o Osvaldo Paraíba da S. Santos, 57 anos, servidor público. Nessa idade, ele está com medo de queimar a rosca, pode? Espiem a dúvida do cearense:

Tia Lyka

Depois de viúvo virei festeiro. Em serestas, sou famoso entre as mulheres - modéstia à parte, sou um verdadeiro “pé de valsa”. Essa minha habilidade me ajuda na conquista da mulherada.

Noutro dia, conheci uma quarentona que me virou do avesso. Boa de cama, ela fez de tudo comigo. Numa hora, senti a língua dela deslizar no meu fiofó. Gostei e quero repetir. Será que sou gay?

Meu menino!

Não precisa ter medo. Uma linguada assim, de surpresa, faz qualquer caboco endoidar. O danado é que isso vicia. Um cliente aqui da casa foi pego de surpresa como você e, hoje, chora se se a gente não der uma raspadinha no brioco dele.

Você não tem porque se preocupar. Se você gostou e não sente tesão por homem, fique tranquilo que você não é gay. Importante é ter prazer. Seja lá como for.

Fui!

O bem e o mal
No cartão. Três vezes
Top