Boquete da salvação

Olá, meninos e meninas,

Feliz por ver que esse jornaleco vai se tornando hábito de leitura em nossa cidade. Feliz, também, por ver que meus conselhos são lidos e, muitas vezes, seguidos. Há quem não goste do meu estilo escroto de ser; para esses (e essas): beijinho no ombro.

Conhecida minha mandou um zap que me deixou preocupada. Depois de muito tempo sem arrumar macho, começou a namorar um oficial de justiça, mas o casal já enfrenta a primeira crise; pode?

Tia Lyka,

Estou namorando há seis meses, mas, ultimamente, estamos brigando a toda hora. Ele é muito ciumento. Pior é que gosto dele e já estava até pensando em casamento. Não tenho mais idade pra ficar pulando de galho em galho. Estou beirando os 50 e ainda penso em ser mãe. O que faço pra deixar o crush comendo na minha mão?

Lana Tobias do Vento Rosa

Querida, Lana

Mulher que entra em crise com macho é porque não está sabendo fazer direito o borogodó. Se toda mulher soubesse o poder que tem na boca, não perderia homem nenhum nesta vida.

Conselho: se o boy já chega em casa brigando, boquete nele. Se anda enciumado, boquete nele. Se enche o saco, boquete nele. É ele começar a falar, você já desce até o chão e enfia o pau na boca. Repete essa lição umas três vezes que você vai ver como ele vai ficar, mansinho, mansinho.

Mas tem que saber chupar, menina. Estou cansada de dizer que esse negócio de dar beijinho no pau não tá com nada. Tem que enfiar o cacete na boca como se fosse engolir o cara todo. Pra treinar, compra uma banana prata dessas grandes, descasca e enfia na boca; quando a fruta sair sem nenhum arranhão de dentes, significa que você está pronta pra encarar uma rola e satisfazer o dono dela.

Então, já sabe, né? O boy brigou, chupa a rola dele. Simples assim.

Fui! 

Despedida de parente inconveniente
A morte do pistoleiro
Top