Beijar o furico é bom?

Olá, meu povo de esquerda e de direita!

Aqui, o único partido que manda é o meu (por enquanto). E digo mais: ninguém vai ver meu nome em lista de propina. Mesmo dando pra ala do PT e caciques do PMDB, todo serviço que faço é limpinho. Sou puta e honesta.

Mas meu papo aqui não é de política, se bem que a boa sacanagem está perdendo feio pra esse povo do Congresso, né, não?! Hum. Deixa quieto!

Seguinte: hoje falo de uma bolinação gostosa de fazer e que tem até curado quem tem prisão de ventre. Vejam só o que a Maria Estelita Gomes B. Grupette, 43 anos, ex-gafanhota, me contou pelo “zap zap”:

Tia Lyka,

Arrumei um velho tarado em fiofó. Quando me conheceu, foi logo arreando minha calcinha e enfiando a língua no “redodin”. Fui lá no Curupira e voltei de tão bom.

Tenho prisão de ventre e notei que as linguadas do velho têm me ajudado a evacuar regurlarmente. Mas fico travada, contraio a bunda, o que faço pra relaxar?

Querida, Estelita

Como diz o Mike Guy Bras: “Ê, maluco, se é bom, deixa rooolar!”

Fofa, se o velho gosta de chupar cu, deixa. Para com esse negócio de ficar travada, pensa nos benefícios anais que esse homem está te fazendo. Você sabe o quanto é ruim ficar entupida. Fico arrepiada, só de me imaginar cagando um coco.

Faz assim abestada: a melhor maneira de curtir bem a linguada na bunda é deixar ela bem escancarada. Abre bem essa bunda que Deus te deu (com as duas mãos sua lôca) e deixe a cara do velho se perder dentro dela. Pra deixá-lo mais tarado, reboladas na velocidade 5. Copiou?

Ah! Não se esquece de assear bem esse cu com sabonete íntimo (na Farmavita tem). Eu uso com alecrim e menta, fica super refrescante. Porque fedor de cu é pior do que cheirar arroto de chefe depois do almoço: a gente quer vomitar na cara da peste, mas prefere se manter no emprego.

Ui!

Monteiro Lobato: infância e brasilidade
Boi na linha
Top