A santa que venceu a morte

Quem a vê, um pingo de gente, não imagina a guerreira que habita em sua’lma. Essa têmpera ela forjou ainda no ventre da mãe, menina de aldeia que, levada pela paixão descontrolada,

cometeu o pecado mortal de entregar-se a um primo. Para não viver a vergonha de ter em casa um bastardo de sangue ruim, fruto de incesto, como lhe dizia, a mãe obrigou-a a ingerir um chá ecbólico que lhe preparou a curandeira do lugar. Passou mal, quase morreu, mas nada. A barriga continuou crescendo, a família se conformou e, então, a menina nasceu. Mirrada, esquálida, mais pele que osso e – milagre – sobreviveu. Não só isso. Tornou-se a mais inteligente de todos e hoje, décadas depois, é venerada como uma santa. Ecbólico - [Do V.C.I. ecbol- (< gr. ekbolé, ‘expulsão’) + -ico2.] - Adjetivo Med. - 1.Evacuante, evacuativo, evacuatório; 2.Que provoca o aborto; abortivo; 3.Que acelera o parto.

O amor revelado aos berros
O amor pisando em brasas
Top